Programas de exercícios físicos

Programas de exercícios físicos

Controle do Peso Corporal

-Caminhada
-Corrida
-Cicloergômetro

Entre as rotinas disponíveis de exercício físico, o procedimento mais indicado para induzir impacto positivo no controle do peso corporal consiste na participação de esforço físico que envolve a utilização de grandes grupos musculares, de caráter dinâmico, ritmo constante, intensidade baixa-moderada e de média a longa duração, para que possa solicitar todo o sistema orgânico de oxigenação, também denominado de exercícios aeróbios.
Caminhada, corrida, ciclismo/cicloergômetro e natação são opções bastante interessante de exercício físico que podem ser delineados para envolver esforços físicos de grande magnitude aeróbia e, portanto, induzir a importantes adaptações metabólicas e funcionais para o controle do peso corporal. Contudo, outras modalidades de exercício físico, como a hidroginástica, apesar de algumas limitações, também podem ser praticadas com predominância aeróbia e oferecer alguma contribuição ao controle do peso corporal.

 

Aptidão Cardiorrespiratória

-Corrida
-Cicloergômetro

Para que possam ser aprimorados e mantidos em níveis satisfatórios os índices de aptidão física relacionada à saúde torna-se necessário desenvolver exercício físico que possam estimular o sistema cardiorrespiratório. Neste particular, mesmo admitindo que a força/resistência muscular e a flexibilidade sejam considerados importantes componentes na preservação do melhor estado funcional e orgânico, na realização de qualquer esforço físico que seja é fundamental que os sistemas cardiovascular e respiratório respondam eficientemente para captar e transportar o oxigênio necessário até os músculos ativos. Portanto, uma melhor resposta desses dois sistemas, o que no aspecto físico corresponde à aptidão cardiorrespiratória, representa algo de enorme importância no cotidiano de qualquer indivíduo.

O exercício físico direcionado ao desenvolvimento e/ou à manutenção da aptidão cardiorrespiratória são os chamados exercícios aeróbios e, de forma bastante particular, são caracterizados por esforço físico de média a longa duração e intensidade moderada, que possam envolver os grandes grupos musculares de maneira dinâmica e com ritmo relativamente constante.

Corrida e cicloergômetro são exemplos típicos de exercício físico que podem ser realizados de maneira aeróbia e, portanto, induzir a adaptações importantes na aptidão cardiorrespiratória. De maneira geral, a eficiência dos programas de exercício aeróbios esta diretamente relacionada à demanda energética solicitada pelo esforço físico, associada à combinação adequada de freqüência, intensidade e duração do exercício físico.
 

 Força/Resistência Muscular

-Série de Movimentos

Além da aptidão cardiorrespiratória, a prescrição de programas de exercício físico direcionados à promoção da saúde deve contemplar também exercícios voltados ao desenvolvimento e à manutenção da força/resistência muscular.

De particular interesse para a aptidão física relacionada à saúde é a força/resistência muscular dos músculos da região inferior do abdome. Esses músculos são solicitados para flexionar a coluna vertebral, além de auxiliar a manter órgãos da região abdominal em sua posição adequada. Debilidades nos músculos abdominais podem provocar um deslocamento à frente dos órgãos contidos no abdome e, por sua vez, contribuir na ocorrência de lordoses. Portanto, a manutenção de um bom nível de força/resistência nos músculos abdominais torna-se procedimento importante na prevenção das disfunções posturais que podem manifestar dores nas regiões inferiores das costas.

A obtenção de níveis adequados de força/resistência nos músculos dos braços e da região superior do tronco também é importante fator a considerar quanto à aptidão física relacionada à saúde. Freqüentemente, nas atividades diárias, é necessário levantar, segurar ou transportar objetos pesados. Se os músculos dos braços e do tronco se mostrarem enfraquecidos, esta tarefa poderá ser dificultada. Já deficiências na força/resistência nos músculos das pernas podem dificultar a execução de atividades cotidianas, como subida de degraus ou até mesmo o simples ato de se levantar do chão ou de uma poltrona mais baixa. Essas dificuldades poderão contribuir para a ocorrência de acidentes e lesões músculo-esqueléticas e/ou articulares, particularmente em indivíduos mais sedentários.